<span class="bn">Voz na clínica psicanalítica, A</span><span class="as">Jean-Michel Vivès</span>

Código: 9788577402663
R$ 42,00
Comprar Estoque: Disponível
  • R$ 42,00 PIX
  • R$ 42,00 Boleto Bancário
  • R$ 42,00 American Express, Visa, Diners, Mastercard, Aura, Hipercard, Elo
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

TÍTULO:

A voz na clínica psicanalítica

RESUMO:

Autor(Jean-Michel Vivès)
Tradução de Vera Avellar Ribeiro
Coedição Corpo Freudiano Seção Rio de Janeiro
Coleção Janus, n. 7
ISBN 978-85-7740-266-3
2018, 2ª edição revista, 96 p., 16 x 23 cm


DESCRIÇÃO:

Reúnem-se aqui seis dos principais textos do psicanalista Jean-Michel Vivès sobre a voz na clínica psicanalítica, bem como sobre a sua presença na música e na literatura. Dando sequência aos desdobramentos decorrentes da nomeação da pulsão invocante por Jacques Lacan, Vivès aborda não só a metapsicologia e o campo psicopatológico, com destaque para a gagueira, mas também a reinterpretação do encontro de Ulisses com as sereias por Franz Kafka e a invenção da direção de ópera por Herbert Graf, o célebre paciente de Freud conhecido como o pequeno Hans.

A originalidade e o alcance clínico das formulações do autor insistem na relevância de o psicanalista supor a existência de um sujeito capaz de responder ao “Tu és isso” da censura com um “Não sou apenas isso” essencialmente simbólico e surgido sob um fundo de silêncio imemorial desvelado pela voz. Nesses termos, o psicanalista é um sujeito suposto saber que há – além das inibições, sintomas e angústias com que se depara – a criação de um “Eu me tornarei”, cujas coordenadas se valem dos restos decantados pelo trabalho analítico.

Eis por que o fim de uma análise, bem como a conclusão de uma obra teatral ou de uma ópera devidamente encenadas, atualiza a invisibilidade daquele que imprime a sua direção, no sentido de que sua presença se soluciona ou dissolve na trama que leva ao surgimento do inaudito. Ao se separar da necessidade de suas construções sintomáticas, o sujeito se põe a inventar o que será a obra de sua vida, autorizando-se a insistir no que é o seu desejo.

 

Jean-Michel Vivès

Psicanalista. Membro da Association Insistance, Paris, e do Corpo Freudiano Escola de Psicanalise Seção Rio de Janeiro. Professor de Psicopatologia Clínica na Université de Nice Sofia Antipolis, é também dramaturgo e músico, com especial interesse pela ópera e a prática teatral. Autor de A voz na clínica psicanalítica (Contra Capa, 2012) e La voix sur le divan: musique sacrée, opéra, techno (Aubier, 2012), tem artigos publicados em periódicos na França, no Brasil, nos Estados Unidos e na Colômbia.

 

Sumário ¯     Apresentação ¯ 

R$ 42,00
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

Contra Capa Livraria Ltda. - CNPJ: 68.575.083/0001-80 © Todos os direitos reservados. 2021


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade

Social